Réveillon da Prefeitura é cancelado (Foto: Alex Régis / Assecom)

O diretor executivo do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN), Ricardo Valentim, afirmou que o cancelamento de réveillons pelo país é precipitado. O pesquisador destacou o momento epidemológico vivido, com redução no número de casos e mortes para a covid-19, e a criação de uma “barreira forte imunológica” contra a doença, por meio do avanço da vacinação.

Ricardo Valentim deu as declarações em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News Natal. Antes, o diretor já havia dito que o Carnatal, que começa hoje (9), em Natal, também é seguro e não oferece risco para aumento da covid-19.

Ricardo Valentim argumenta que grandes eventos já estão acontecendo no Brasil todo. “Vou pegar aqui o Rio Grande do Norte: nós temos um carnaval de quarta a domingo em Ponta Negra todas as semanas. Isso é errado? Não, é correto. As pessoas estão se imunizando, e as vacinas estão garantindo às pessoas um nível de segurança coletiva muito grande.”

Para Valentim, os eventos que têm acontecido atualmente, combinado com a diminuição nos números da covid-19, é a constatação de que o momento é propício para a realização dessas festas. “Se nós não tivéssemos a vacina hoje, digo isso com toda certeza, os hospitais estariam abarrotados de pacientes internados. E não estão porque a vacina confere um nível de proteção muito grande.”