Foto: Cícero Oliveira

O Restaurante Universitário (RU) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) retoma o atendimento nesta segunda-feira, 2 de maio, conforme foi planejado junto à representação estudantil, em virtude da finalização dos trâmites logísticos para reabertura da unidade. Devido aos protocolos de biossegurança, inicialmente, o serviço será voltado aos estudantes que receberam o auxílio alimentação temporário em abril, além de todos os residentes e beneficiários do auxílio moradia do Campus Central.

De acordo com a diretora do RU, Michele Medeiros, levando em consideração o Protocolo de Biossegurança da UFRN, o Restaurante terá a capacidade de atender, neste primeiro momento de reabertura, cerca de 1.500 usuários, chegando a uma média de quase 3.500 refeições diárias. Antes da pandemia da covid-19, o RU oferecia cerca de 4.500 refeições por dia. Nesse sentido, em razão da restrição de ocupação, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae) vai ofertar, por meio de edital, auxílio alimentação em espécie, no valor de R$ 280,00, a 1.945 estudantes contemplados no edital para acesso ao RU em 2022.1.

Nesta primeira etapa, o RU não atenderá usuários pagantes, visto que a prioridade será o fornecimento de refeições gratuitas àqueles que se enquadrem nos critérios de atendimento estabelecidos pelo Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes). Posteriormente, após a normalização da produção de alimentos e a incorporação de todos os beneficiários do auxílio alimentação, o RU fornecerá refeições a pagantes subsidiados ou não. Neste momento, por uma questão de logística, o acesso aos refeitórios se fará mediante a conferência manual da identificação do usuário.

Serviço

– RU-Central: 10h30 às 13h30, para almoço, e das 17h às 19h, para jantar;

– RU-Tecnológica: 11h às 13h;

– RU-Biomédica: 11h às 13h, para almoço, e das 17h às 18h30, para jantar.

*O café da manhã continuará a ser servido aos residentes.

Planejamento para reabertura

O Restaurante Universitário (RU) adiantou todos os trâmites logísticos para reabertura da unidade, como reformas, manutenção de equipamentos, recontratação de funcionários, bem como a seleção de bolsistas. A última etapa para a reabertura ocorreu com as contratações para aquisição dos gêneros alimentícios, por meio de licitação. Devido à inflação, a compra dos alimentos foi postergada, pois, quando a Universidade realizava a tomada de preço e abria a licitação, os valores apresentados já se encontravam defasados e os fornecedores não efetuavam a venda para a instituição.

Durante todo período da pandemia, moradores das residências universitárias cuja permanência foi autorizada mediante análise feita pelo serviço social, bem como os beneficiários do auxílio moradia que eram usuários do RU, receberam um auxílio temporário. Esse benefício foi concedido, no início deste semestre letivo presencial, a estudantes em situação de extrema vulnerabilidade socioeconômica e que foram atendidos emergencialmente pela Proae enquanto ocorre o processamento das demandas formuladas em editais. O benefício foi aprovado por unanimidade de votos no Conselho de Administração (Consad), em 17 de fevereiro, bem como os demais recursos do Pnaes.