Por meio de comunicado, a Guarda Municipal justificou suas ações ostensivas no protesto realizado nesta quinta-feira (2), por estudantes e políticos na STTU, que terminou com o uso de spray de pimenta contra os manifestantes.

Na nota, é explicado que a força foi usada “para garantir a segurança, livre manifestação e o respeito ao ordenamento jurídico”. O protesto foi realizado após a implantação da cobrança de tarifa para a linha que atende alunos, servidores e toda população que queira usar o transporte público para acessar o campus.

O circular, que agora leva o nome de “Alimentadora UFRN”, passou a cobrar o valor de passagem por R$ 3,20, valor integral e R$ 1,60, para quem possuir benefício a meia-passagem. A mudança causou revolta na classe estudantil, que antes utilizava o serviço de forma gratuita.

Confira o comunicado na íntegra: 

O Comando da Guarda Municipal do Natal (GMN) vem a público esclarecer a ação das guarnições operacionais da corporação diante da manifestação na sede da Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU):

1- As guarnições da GMN foram deslocadas para o local para garantir a segurança, a livre manifestação e o respeito ao ordenamento jurídico que, entre outras coisas, aponta para a liberdade de ir e vir do cidadão;

2- O movimento iniciou pacífico, porém num determinado momento foi tomada pelas lideranças a decisão de vedar a entrada e saída de funcionários e pessoas que buscavam os serviços oferecidos dentro do prédio da STTU;

3- Usuários e funcionários passaram a ser impedidos de entrar ou sair e até a alimentação de servidores que trabalham no interior do prédio foi impedida de ser distribuída;

4- Diante dos fatos expostos, os guardas municipais agiram dentro da legalidade para garantir o acesso livre a todas às pessoas, sendo nesse momento iniciado, por parte dos manifestantes, o ato de arremesso de objetos contra a guarnição, chegando inclusive a atingir um dos guardas, sendo assim, necessária a utilização de equipamentos de baixo potencial ofensivo para garantir o fluxo normal no prédio público e dispersas a turba;

5- Por fim ressaltamos, que a atuação das nossas guarnições apenas garantiu o cumprimento do ordenamento jurídico, sendo a ação realizada de maneira técnica garantindo a integridade física de todos os manifestantes.