O policial militar da reserva Ronaldo Martins dos Santos, 64 anos, foi assassinado a tiros, por volta das 19h30 desta quarta-feira (01), no bairro Planalto. Segundo informações da Polícia Militar, ele estava bebendo com amigos na calçada da av. João Hélio, quando foi surpreendido por três homens armados, que anunciaram um assalto.

Quando perceberam se tratar de um PM, atiraram várias vezes contra Ronaldo, que ainda chegou a ser socorrido por uma viatura do 90 Batalhão, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de dar entrada no Hospital Walfredo Gurgel.

Segundo testemunhas, foram oito tiros, a maioria na cabeça. Após o crime, os autores dos disparos fugiram levando a arma do policial, que estava na reserva desde 2011. Ronaldo já havia sofrido um atentado na mesma avenida, no Planalto, em janeiro de 2019, quando levou quatro tiros. Ele deixa um filho e uma neta.