Foto: Reprodução

Policiais civis da Delegacia Municipal (DM) de Baraúna, em ação conjunta à Polícia Militar (PM), deram cumprimento, nesta quinta-feira (13), a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Bartolomeu Camilo Arruda Oliveira, 32 anos. Ele foi preso em sua residência, no assentamento Fazenda Nova, na zona rural da cidade de Mossoró, pela suspeita da participação no homicídio de José Ivan, no ano de 2020, em Baraúna.

Segundo as investigações, Bartolomeu Camilo foi um dos participantes do crime e teria recebido a quantia de 5 mil reais de Quércia Elânia Rebouças da Costa Silva, esposa de José Ivan, para cometer o homicídio; dinheiro esse que ele usou para comprar a arma e planejar o assassinato. José Ivan foi morto quando saía da fazenda em que trabalhava.

A vítima teve o carro interceptado, ocasião na qual os suspeitos pediram para que descesse do veículo, oportunidade na qual realizaram a execução, por meio de disparo de espingarda calibre doze. Segundo as investigações, cinco pessoas participaram do planejamento e execução do crime: a esposa Quércia Elânia, que se encontra presa na cadeia pública, Bartolomeu Camillo, preso nesta quinta-feira (13), Wesley Freire Lopes, João Paulo Saldanha de Lira e Wellison Dantas da Silva, que se encontra foragido.

Ele foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.