COLUNA DANIELA FREIRE

Fátima Bezerra prestigiou a festa de aniversário da deputada estadual Eudiane Macedo. E ganhou esse abraço apertado da parlamentar – Foto: Raiane Miranda

No apoio
No comando do Consórcio Nordeste, a governadora Fátima Bezerra lidera o envio de ajuda ao Governo do Rio Grande do Sul. Neste sábado, ela conversou por telefone com o governador do Estado, Eduardo Leite, “para saber mais sobre a situação e passando informações sobre a colaboração que os estados do Nordeste estão enviando através dos comandos dos Bombeiros”. “A situação é dramática. Ele ficou muito comovido, agradeceu o gesto e o apoio”, comentou a governadora após a ligação.

Logística
Para que o apoio chegue ao Sul, Fátima Bezerra fez contato com o ministro da Defesa José Múcio Monteiro, solicitando à Força Aérea Brasileira auxílio na logística de envio tanto de efetivo como de equipamentos, para fazer chegar ao RS a ajuda que o Consórcio Nordeste disponibilizou. “O pedido entrou em prioridade considerando as necessidades mais urgentes, e o Ministro destacou a importância dessa colaboração do Nordeste para o Estado do Rio Grande do Sul”, disse.

Comportamentos
A diferença é gritante entre a extrema-direita e a esquerda brasileira quando o assunto são tragédias ambientais/humanitárias no Brasil. A do RS, por exemplo, mostra que enquanto o bolsonarismo se aproveita da grave situação para divulgar mentiras e distorções, o Governo Lula envia para o Estado ajuda sem limites – entre recursos financeiros robustos (mais de meio bilhão) e infraestrutura para resgates e acompanhamento de vítimas, além de ter feito duas visitas ao Estado e participado de coletiva de imprensa junto a uma gestão ideologicamente adversária.

Diferenças
Mostra que enquanto políticos bolsonaristas do Sul nada fizeram para tentar evitar ou amenizar o problema, sequer direcionaram emendas para isso, mesmo com alertas recebidos, pois são negacionistas climáticos e ambientais, deputadas de esquerda (Fernanda Melchionna-PSOL, Maria do Rosário-PT e Reginete Bispo-PT) foram as únicas a enviar recursos ao Sul para prevenção de desastres naturais.

Resposta
Aliás, foi justamente o negacionismo que potencializou a tragédia no RS. Diversos especialistas vinham avisando que iria acontecer um desastre dessa magnitude e não foram ouvidos, sequer levados em consideração! As ações do “agro pop” sem preocupação com o meio ambiente e fortalecidas pelos políticos extremistas e ruralistas. O próprio governador Eduardo Leite, em 2019, atropelou o Código Ambiental do Estado, eliminando ou alterando 480 pontos da lei. A natureza respondeu!

Pesquisa
Um cenário específico da pesquisa Agora Sei/96 divulgada nesta terça-feira (30) em Natal chamou a atenção. Isso porque, ao contrário do que muitos acreditam, a sondagem mostra que no cenário da disputa pela Prefeitura de Natal sem Rafael Motta quem mais cresce é Paulinho Freire e não Natália Bonavides, indicando que uma possível candidatura do ex-presidente do PSB-RN dividirá votos com o candidato da direita e não da esquerda.

Detalhe
Ou seja, os números mostram que os eleitores de Rafael estão mais próximos, nesse momento, do espectro político de Paulinho do que de Natália. Em outras palavras, enquanto as análises colocam Rafael como concorrente direto de Natália ou de Carlos Eduardo, no sentido de tirar votos desses candidatos, a pesquisa diz que quem perde voto com Motta na disputa, neste momento, é o candidato de Álvaro Dias.

Juninos
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Tribunal de Contas (TCE/RN) e o Ministério Público de Contas (MPC/RN) promoverão uma reunião virtual com prefeitos e a governadora do Estado para apresentar proposta de criação do painel ‘Festejos Juninos’. O encontro se dará na próxima sexta-feira (10) e servirá para as instituições explicarem como será realizada a coleta dos dados. Na ocasião, serão apresentados ainda os critérios para premiação com selo de transparência. A ferramenta reunirá informações sobre as contratações de artistas realizadas no contexto dos festejos juninos.

Nota 10
Com Lula na Presidência, o Brasil subiu dez posições no ranking de liberdade de imprensa e chegou ao 82º lugar entre 180 países citados em levantamento da organização não governamental (ONG) Repórteres Sem Fronteiras (RSF). Essa é a melhor colocação do Brasil nos últimos dez anos.

______________________________________________________________________________________________

Quer receber notícias úteis, relevantes, informativas e divertidas?

➡️ Assine gratuitamente a Comunidade do NOVO no Whatsapp.
➡️ gratuitamente o Canal de Notícias no Telegram.
➡️ Siga o NOVO Notícias no Twitter.

______________________________________________________________________________________________