COLUNA – DANIELA FREIRE

PAPO COM ZENAIDE MAIA

A senadora Zenaide Maia não pretende disputar as eleições de 2022. Em um papo exclusivo com a coluna a parlamentar revelou que não está interessada no pleito do ano que vem e garantiu que irá cumprir o seu mandato “até o final”. Sobre a possibilidade de integrar a chapa majoritária encabeçada pela governadora Fátima Bezerra, na condição de candidata a vice, como já sugeriu a deputada federal Natália Bonavides, Zenaide afirmou que nunca foi consultada sobre a possibilidade. A senadora, assim como Styvenson Valentim, se elegeu em 2018 e ainda tem mais de quatro anos de mandato pela frente.

À coluna, Zenaide Maia também analisou os acontecimentos do 7/9 e suas consequências para o Brasil. “No dia 7, o presidente cometeu erros graves, quando se
considerou acima da lei, e teve que se retratar. E o Brasil do dia seguinte continuou com: fome, desemprego, inflação e dólar em alta. As únicas coisas que caíram foram a popularidade e a credibilidade do presidente”, afirmou a senadora.

CADEIRA 36

Já está havendo no âmbito da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras um movimento que pretende aprovar o nome do desembargador federal Edilson Pereira Nobre para preencher a cadeira que ficou vazia com a morte do ministro do STJ aposentado José Augusto Delgado, no último dia 8 de setembro, aos 83 anos. O jurista potiguar é o atual presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região e leciona na Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

CLIMA

Uma semana após a vereadora Nina Souza deixar de supetão a liderança de Álvaro Dias – e provocar irritação no Palácio Felipe Camarão -, o Executivo municipal continua sem representante na Câmara. Nos bastidores, confirma-se que o prefeito enfrenta dificuldades com a bancada e que isso chegou ao vereador-presidente Paulinho Freire, que não fez parte do quórum de apenas dez – dos 29 – edis presentes na missa de aniversário do chefe do Executivo da capital.

SINAIS

Nina tem dito publicamente que a relação com o prefeito não está ruim e foi uma das dez que marcou presença na missa de aniversário dele. Mas há sinais que mostram o contrário. E nesses tempos em que as redes sociais são usadas para mandar recados, é interessante perceber o comportamento do perfil da parlamentar nos últimos dias…

DE LONGE

O 7 de setembro passou e no RN algo chamou a atenção. Muitos políticos potiguares que hoje, em tese, apoiam Bolsonaro não passaram nem perto das manifestações em apoio ao presidente. Assim como não fizeram propaganda e nem chamamento para os atos. Como foi o caso dos deputados federais Benes Leocádio, João Maia e Beto Rosado. Da bancada estadual, muitas ausências também foram registradas.

DESTAQUE

Irritado com as críticas aos atos do 7 de setembro e ao comportamento de Bolsonaro, o deputado federal General Girão atacou o senador Jean Paul Prates. Chamou-o de “mamulengo”, afirmando que ele não tem representatividade por não ter sido eleito. “Vai para Cuba”, mandou Girão. Como líder da Minoria no Senado, Prates alcançou repercussão internacional ao afirmar que pediria a renúncia do presidente após o feriado se ele convocasse o Conselho da República.

ESPERTA

A governadora Fátima Bezerra trabalhou bem ao autorizar no dia 8/9, um dia após os atos do 7 de setembro, o andamento para realização de novo concurso público para a Polícia Militar, categoria que tem gerado desconfiança de insurreição em defesa de Bolsonaro em diversos estados. Mensagem clara. Fátima ainda cravou o anúncio das datas do pagamento dos restos dos salários atrasados.

DECISÃO

A Justiça Federal do RN extinguiu a ação civil pública movida por dois procuradores da República de Mossoró para condenar a União por danos morais coletivos por conta da atuação ilegal da Lava Jato em Curitiba e do ex-juiz Sérgio Moro. O objetivo da ação era fazer com que a União promovesse educação cívica nas escolas da magistratura.

GIRO PELO TWITTER

> …do secretário estadual de Planejamento Aldemir Freire: “Uma das coisas que vou levar para a minha história: ter participado do governo da professora Fátima Bezerra e ajudado a resgatar o RN da tragédia financeira que vivia”;
>…do Estadão: “Coluna do Broad: Ricardo Lacerda, do BR Partners, diz que Eduardo Leite é 3ª via”;
>…do jornalista Mário Magalhães: “Fato: os protestos de hoje (12/9) mobilizaram muito menos gente do que os organizadores estimavam. Análise: eles expressam a enorme dificuldade de viabilizar, com chance de êxito, a candidatura da ‘terceira via’. Retrato de momento: a disputa eleitoral se concentra em Lula e Bolsonaro”.