Homicídio Crime Parnamirim Ana Bruna
A jovem Ana Bruna, 22 anos, foi morta a tiros no local onde trabalhava, no centro de Parnamirim – Foto: Reprodução

A Secretaria de Comunicação da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, divulgou, nesta segunda-feira (9), uma nota atualizando sobre o andamento das investigações do crime de homicídio contra a jovem a Ana Bruna Rodrigues, ocorrido no último dia 29 de abril, dentro de uma loja, onde a vítima trabalhava, no centro da cidade de Parnamirim.

O caso está sob a responsabilidade da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Parnamirim, que tem o comando do delegado Emerson Valente, e até ontem, os investigadores já ouviram 12 pessoas na tentativa de colher informações que possam ajudar na elucidação do crime. Outros depoimentos devem ser colhidos no decorrer desta semana.

Uma das pessoas ouvidas foi o ex-marido de Ana Bruna, Jonatan Cassiano, que se apresentou à Polícia e se propôs a realizar um exame residuográfico, feito na segunda-feira, dia 2 de maio, na sede do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP). Em entrevista, ele se disse “muito abalado” e classificou o crime como “uma crueldade”.

A DHPP de Parnamirim finaliza a nota reforçando que as informações obtidas nas investigações seguirão sob sigilo.