O reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, visitou a Academia Chinesa de Ciências (CAS), nesta segunda-feira, 8 de julho, em Beijing (China). Durante a semana, o gestor cumpre agenda de viagem a convite da entidade científica da China, para conhecer instalações de unidades acadêmicas e para discutir acordos de cooperação internacional.

Na agenda desta segunda, 8, o reitor Daniel Diniz contou que visitou as instalações do Instituto de Pesquisa de Informação Aeroespacial da Academia Chinesa de Ciências (Aircas), onde foram discutidas parcerias em áreas como sensoriamento remoto, mudanças climáticas e seus efeitos no equilíbrio ecológico, bem como riscos e desastres e inteligência digital voltada para sustentabilidade.

Recebido por uma delegação do Aircas, o reitor Diniz e o diretor, Bing Zhang, assinaram um acordo de cooperação, a fim de possibilitar atividades conjuntas entre a UFRN e o Aircas. Na ocasião, também participaram a professora Nan Qi e o professor Pedro Mutti, da UFRN.

“O AIRCAS tem programas voltados para parques Unesco. Nesse sentido, essa colaboração abre muitas oportunidades de pesquisa envolvendo temas relacionados, por exemplo, ao Geoparque Seridó”, explicou Daniel Diniz.

Embaixada

Daniel Diniz também visitou na manhã desta quarta-feira, 10, o embaixador do Brasil na China, Marcos Galvão. Para os próximos dias, há previsão ainda de visitas a instituições chinesas de ensino, como a Beijing Language and Culture University e a Tiangong University.

De acordo com o reitor Daniel Diniz, a visita de representantes da UFRN à Embaixada do Brasil na China teve como pauta a programação da agenda de viagem da Universidade na China, além das parcerias estabelecidas. “Na ocasião, presenteamos o embaixador, que é norte-rio-grandense, com duas publicações da Editora da UFRN, a coleção de Oswaldo Lamartine e de Zila Mamede”, contou.