A 4a onda de covid-19 no Brasil está começando e os políticos em campanha – e sem usar máscara – estão se contaminando aos montes. Do RN ao Brasil, os exemplos vão se somando.

Só nesta semana, aqui do Estado, o ex-senador Garibaldi Alves e o deputado estadual George Soares divulgaram os seus resultados positivos para a infecção.

Agora há pouco, a pré-candidata a deputada federal da governadora Fátima Bezerra, Samanda Alves, avisou em seu Twitter que hoje também testou positivo para a covid.

Inclusive, pelo que se acompanha nas redes sociais, Samanda normalmente tem agenda diária ou semanal com a governadora. E o pessoal não está usando máscara ainda…

Nacionalmente, viu-se o presidenciável Lula noticiando isolamento pela doença. Semanas atrás era Geraldo Alckmin, o pré-candidato a vice da chapa do PT, nessa mesma condição.

Fato é que o número de casos vem crescendo rapidamente em poucos dias no país. Somente desta terça para quarta-feira foram quase 50 mil novos infectados. Há notícias de que o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, voltou a abrir ala exclusiva para a covid.

Aqui no RN, como ocorre em outros estados, o Governo está recomendando o uso de máscaras em locais fechados. Mas, por enquanto, a situação se mostra sob controle nas unidades hospitalares.

“Estamos observando esse processo desde metade de abril, mas com um ritmo maior agora. É o início de uma quarta onda, mas felizmente ainda não se compara ao que o Brasil já passou”, disse ao UOL Fernando Spilki, virologista e coordenador da Rede Corona-Ômica do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações), que monitora e sequencia o genoma do vírus circulante no país.