O primeiro edital de pesquisa sobre o uso medicinal de cannabis da história do RN receberá uma emenda da deputada estadual Isolda Dantas no valor de R$ 300 mil. O anúncio foi feito por ela, há pouco, durante seminário sobre a temática realizado no auditório da Biblioteca Central da UFRN. Evento que contou com a presença da deputada federal Natália Bonavides, da vereadora Brisa Bracchi e do professor do Instituto do Cérebro Sidarta Ribeiro, especialista renomado no assunto.

A Fapern (Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do RN) será a responsável pela elaboração do documento. Isolda irá destinar R$ 150 mil no edital via o seu mandato e outros R$ 150 mil através da própria Fapern, reprentada no evento por Jucirema Ferreira, que detalhou como ocorrerá o processo.

Em sua fala, Sidarta Ribeiro lembrou: “Não espere precisar para apoiar”. Já Natália Bonavides falou sobre os avanços conquistados pelo debate normativo a respeito do tema.

Durante o seminário, o momento emocionante ficou a cargo da jornalista Juliana Lobo, que relatou a história do próprio filho, vítima de 300 convulsões por dia antes do uso da cannabis e que hoje consegue viver com redução drástica no número de ataques. “Uma criança que convulcionava 300 vezes por dia não vivia. A maconha devolveu a vida para Pedro e a esperança para a gente”, contou.