Garibaldi ao lado de Fátima Bezerra na abertura do evento Motores do Desenvolvimento, nesta segunda-feira (22), no Hotel Escola Barreira Roxa

“Estamos rigorosamente indefinidos”. É assim que o ex-senador Garibaldi Alves Filho define a situação do MDB, hoje, para as eleições de 2022 no Rio Grande do Norte. Em uma conversa com o blog, por telefone, há poucos dias, o maior líder da legenda emedebista aqui no Estado disse que apenas uma coisa é certa até agora: a prioridade para a disputa do ano que vem é o deputado federal Walter Alves, seu filho.

Segundo Garibaldi, os arranjos do MDB acontecerão todos em torno das decisões do atual presidente da sigla no Estado. Lembrado que ao blog, dia desses, Walter havia declarado que “não se pode fechar portas”, ao ser questionado sobre uma possível aliança com a governadora Fátima Bezerra, em que ele sairia candidato a vice na chapa da reeleição.

Garibaldi confirmou ao blog que houve articulação nesse sentido, mas ressaltou que “não teve o martelo batido”. “Foi lembrado, mas não plenamente amadurecido”, disse o ex-senador à coluna.

Um detalhe percebido no papo com Garibaldi Alves é que ele não parece estar assim tão animado para entrar na disputa de 2022. Quando a coluna comentou que ele estava indo muito bem nas pesquisas já divulgadas, ele deu um passo para trás. “Nem tanto”, avaliou, mas sem querer especificar o motivo da ré.