Fernando Mineiro quer exercer o seu mandato de deputado federal conquistado nas urnas em 2018

Depois que o vice-procurador-Geral Eleitoral do Ministério Público Eleitoral (MPE) Paulo Gustavo Gonet Branco deu parecer, em nome da Procuradoria Geral Eleitoral (PGE), favorável ao seu mandato, conquistado nas eleições de 2018, Fernando Mineiro, atual secretário de Gestão de Projetos e Metas, voltou a falar sobre o assunto nas redes sociais.

Em tom de indignação, ele disse, em vídeo publicado no Instagram neste domingo, que quer assumir a sua vaga na Câmara Federal para a qual foi escolhido por quase 100 mil eleitores para se somar “às lutas da sociedade brasileira contra Bolsonaro”.

Mineiro ainda lembra na gravação que foi diplomado em janeiro deste ano pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) e que ainda não conseguiu assumir a sua vaga, ocupada hoje por Beto Rosado, recém empossado presidente do PP no RN, por conta da liminar do ministro e relator dos autos Luís Felipe Salomão, que ainda tem que determinar a data do julgamento do processo no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Pelo parecer da Procuradoria Eleitoral, prevalece o entendimento da defesa do Mineiro, que os votos dados a Kericles Ribeiro e depois anulados não serviriam para o cálculo de quociente eleitoral para a sua coligação, que acabou favorecendo o Rosado de Mossoró.