Nesta quarta-feira, o deputado Francisco do PT, líder do Governo Fátima Bezerra na Assembleia Legislativa, deu uma demonstração de sua notória honradez ao fazer um relato transparente e emocionante, durante discurso em plenário, via remota, do drama familiar que ele vive e que acabou como destaque em diversos jornais do RN, mas do qual ele não tem absolutamente nenhuma responsabilidade.

“Vossa Excelência, que é um deputado de primeiro mandato, sensibilizou a todos pela sua retidão, pelo seu companheirismo, pela sua correção, não só com seus pares, com os funcionários, principalmente com os eleitores que o elegeram deputado estadual”, reconheceu o presidente do Legislativo, deputado pelo PSDB Ezequiel Ferreira de Souza.

Que disse mais: “Vossa Excelência é um ganho que essa Casa Legislativa teve com a sua chegada. É um homem de envergadura, um homem inteligente, e um homem que, acima de tudo, tem engrandecido os trabalhos dessa Casa”. Na opinião de Ezequiel, Francisco falou sobre o assunto pessoal com “a coragem que tem, e com a firmeza sempre dos propósitos e das palavras”.

Além de Ezequiel, outros parlamentares demonstraram apoio ao líder do governo Fátima Bezerra. Assim como também fizeram vereadores da Câmara Municipal de Natal.

O líder do governo se pronunciou sobre a detenção de um irmão por parte de mãe, que portava drogas, uma arma e munição. Mesmo em casa enfrentando a covid19, ele teve a nobreza de falar sobre o assunto, como ele disse, sem se vitimizar e nem vitimizar sua família. “Sou filho de mãe alcoólatra”, revelou o deputado, ressaltando que esse problema não é exclusivo de sua família, mas também de milhões de outras.

Francisco também ressaltou que não usa e nunca usou o poder político do cargo para fazer o irmão escapar da Justiça, como muitos políticos brasileiros gostam de fazer. O parlamentar disse que, mesmo não concordando, sempre buscou ajuda para o irmão dependente químico. “Nunca viramos as costas”, afirmou. “Não vou deixar de estender a mão para ajudar meu irmão”, ressaltou.

Antes da fala na Assembleia Legislativa, Francisco do PT havia divulgado nota sobre o assunto:

“Quem me conhece sabe que nunca escondi as origens de minha família, a qual é composta de muitos irmãos, inclusive de pais diferentes. Com alguns tive a oportunidade de crescer junto. De outros só foi possível ter aproximação depois de adulto, mas todos eles significam muito para mim.

Alguns de meus irmãos, assim como eu, conseguiram vencer na vida através dos estudos. Outros não seguiram o mesmo caminho. Entre eles há também o Fernando, que é um dos meus 4 irmãos por parte de mãe e, infelizmente, há muito tempo enfrenta problemas com a dependência química. Não viramos as costas pra ele.

Por diversas vezes buscamos meios para ajudá-lo a se livrar do vício, inclusive oferecendo tratamento médico. Ele sempre recusou e nos afirmou não ter qualquer envolvimento com algo ilícito. Que sua doença era o vício.

Nunca acobertamos e nem acobertaremos qualquer erro cometido por ele. A prisão ocorrida nesta terça-feira (23) será tratada pela justiça, dentro da lei, como deve ser com qualquer cidadão brasileiro.

Fernando é pedreiro, casado e pai de dois filhos. Minhas orações e meus esforços sempre serão no sentido de fazer com que ele se liberte das drogas”.

Francisco do PT
Deputado Estadual