Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deram cumprimento, nesta quarta-feira (27), a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Gilvan de Medeiros, 46 anos. Ele foi preso no conjunto Boa Esperança, no bairro Lagoa Azul, na Zona Norte da capital potiguar, pela prática do crime de homicídio, ocorrido em 12 de agosto de 2000, por volta das 21h, na Av. Perimetral, por trás do Colégio Júlio Nilfont, Planalto do Pici, em Fortaleza (CE).

O crime foi praticado com instrumento perfurocortante (faca). Segundo as investigações, de forma irracional, covarde e violenta, vitimando Paulo Morais dos Santos, aplicando-lhe dois certeiros e letais golpes, causando sua morte naquele local.

Gilvan de Medeiros foi conduzido até a DHPP, onde foi ouvido; em seguida, foi encaminhado para o sistema prisional. O ato da prisão foi comunicado à 2ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza, para as providências cabíveis.