Ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais marcam o Julho Amarelo em Natal. Durante todo o mês, os serviços de saúde do município desenvolvem ações sobre o tema e ao Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, celebrado em 28 de julho. A abertura oficial da campanha acontece na terça-feira (2), na Unidade Básica de Saúde de Vale Dourado, localizada no Distrito Sanitário Norte II.

As hepatites virais são inflamações que atingem o fígado da pessoa infectada, causando alterações leves, moderadas ou graves. No Brasil, existem três tipos mais comuns das doenças, as causadas pelos vírus do tipo A e B (que possuem vacinas de prevenção) e a do tipo C. No município, até dezembro de 2023, foram notificados 85 casos de hepatites virais, e em 2024 de janeiro até abril já foram notificados 52 casos, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN).

Para a coordenadora do Núcleo Municipal de IST/Aids e Hepatites Virais da SMS Natal, a importância do mês é incentivar as pessoas a ficarem atentas aos sintomas da doença, fazerem a testagem para diagnóstico precoce e se imunizarem. “Na maioria das vezes elas são infecções silenciosas, ou seja, não apresentam sintomas e se não descobertas e tratadas a tempo podem causar sérios problemas à saúde como cirrose ou câncer hepático e, até mesmo, levar à morte; por isso, é importante realizar testagens e manter a vacinação em dia.”, comenta.

A doença pode não apresentar sintomas geralmente, mas sinais como cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras podem denunciar a presença de algum tipo da doença.

Durante todo o mês de julho, às unidades de saúde de Natal desenvolvem diversas atividades alusivas ao tema da campanha, oferecendo ações como testes rápidos que podem detectar as infecções do tipo B ou C, além de atendimento médico, vacinação, palestras sobre a temática, aferição de pressão entre outros serviços de saúde.

Na terça-feira (2) acontece, a partir das 8h, a abertura da campanha na Unidade de Saúde Vale Dourado, localizada na Rua Irmã Vitória, 706, no bairro Nossa Senhora da Apresentação. O evento vai contar com distribuição de informativos e orientações sobre hepatites virais, roda de conversa sobre o tema, realização de testes rápidos para hepatites B e C, vacinação e distribuição de preservativos femininos e masculinos.

Tipos de Hepatites Virais

A hepatite A está diretamente relacionada às condições de saneamento básico e de higiene pessoal. Geralmente é uma infecção leve e se cura sozinha, porém o curso sintomático e a letalidade aumentam de acordo com a idade. A vacina contra a hepatite A é aplicada em dose única, e está disponível para crianças a partir de 15 meses até os 5 anos não completados.

Já a hepatite B tem um maior índice de transmissão por meio de via sexual. É uma infecção crônica e não possui cura, mas possui tratamento disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O imunizante contra a infecção pelo vírus do tipo B é uma das primeiras vacinas aplicadas nos recém-nascidos, e para pessoas a partir de sete anos, o esquema deve ser completo com três doses do imunizante.

A infecção pelo vírus do tipo C também é uma infecção crônica e não possui vacina, mas o SUS oferece o tratamento para a doença, que pode se desenvolver de duas formas, na forma aguda ou crônica, sendo esta segunda a forma mais comum e se caracteriza por um processo inflamatório persistente no fígado.

______________________________________________________________________________________________

Quer receber notícias úteis, relevantes, informativas e divertidas?

➡️ Assine gratuitamente a Comunidade do NOVO no Whatsapp.
➡️ gratuitamente o Canal de Notícias no Telegram.
➡️ Siga o NOVO Notícias no Twitter.

______________________________________________________________________________________________