Em TV aberta, Sikera Junior chamou homossexuais de “raça desgraçada”, “nojentos”, “maconheiros” e “raça do cão”

A deputada federal Natália Bonavides foi ao Twitter para avisar que acionará, através de uma representação, o Ministério Público Federal (MPF) contra Sikêra Jr. e a RedeTv, após falas homofóbicas do apresentador nesta sexta-feira (25).

“Um ‘apresentador’ foi homofóbico em canal aberto. O que ele falou é crime através de qualquer veículo; através de uma concessão pública é mais grave! A emissora tem responsabilidade legal”, afirmou a parlamentar potiguar, que emendou: “LGBTfobia não passará”

Durante seu programa, Sikêra Jr. fez ligação entre a homossexualidade e a pedofilia, ao comentar sobre nova campanha da Burger King, em comemoração ao mês de Orgulho LGBT.

Além disso, o apresentador ainda destacou que orientações sexuais diferentes das heteronormativas “nunca serão normais”, chamando-os de “raça desgraçada”, “nojentos”, “maconheiros” e “raça do cão”.

É preciso ressaltar que a homofobia mata a cada 23 horas no Brasil por conta de discursos lgbtfóbicos como esse de Sikera Junior.