O evento de lançamento do Festival Sinfônico para convidados e imprensa, ocorrido na manhã desta quinta-feira (13) no Papódromo, contou também com representantes das cidades que sediarão o evento. A iniciativa tem como objetivo impactar diretamente a vida de 120 jovens dos municípios de Caicó, Jucurutu, Luís Gomes, Pau dos Ferros e Portalegre, ao oferecer uma formação musical de alta qualidade e oportunidades para o desenvolvimento artístico e profissional. O Quinteto Tabilo, da cidade de Luís Gomes, fez uma demonstração do talento sonoro dos artistas que serão contemplados com o projeto.

Em sua fala de abertura, a diretora da Mapa Realizações Culturais, Tatiane Fernandes, produtora do projeto, divulgou as primeiras datas confirmadas. “Jucurutu receberá a formação musical entre os dias 21 e 27 de julho, junto a Caicó, seguida por Pau dos Ferros, que será a segunda sede, entre os dias 27 e 31 de agosto. As próximas cidades também receberão as atividades ainda no segundo semestre deste ano, e essas datas serão divulgadas em breve pela nossa equipe”.

Em cada uma das cidades acontecerá uma programação de uma semana, com concertos, recitais, aulas coletivas e individuais e masterclasses. Em Pau dos Ferros, Luís Gomes e Jucurutu será uma semana imersiva em aprendizado, e Caicó e Portalegre se juntam às sedes do festival nas diversas apresentações de música de concerto.

Além disso, ao final do projeto, serão concedidas seis bolsas de estudo para os participantes de maior destaque, permitindo-lhes participar de dois dos mais prestigiados festivais de música do Brasil: o Festival de Campos do Jordão em São Paulo e o Festival Internacional de Música de Novo Hamburgo-RS (FeMusiK) nas edições de 2025.

O projeto integra o time de projetos contemplados pelo Edital Transformando Energia em cultura com patrocínio da Neoenergia Cosern, Instituto Neoenergia, Fundação José Augusto, Secretaria Extraordinária de Cultura e Governo do RN através da Lei Câmara Cascudo. Um edital que tem feito a diferença na formação artística da juventude potiguar por meio de projetos em diversas linguagens.

Em reconhecimento à importância dos festivais sinfônicos na formação de musicistas, a proposta deste Festival inclui um curso de regência para os maestros participantes, ministrado pelo renomado Linus Lerner. Para os jovens instrumentistas, serão oferecidas 200 horas de aulas de formação técnica e profissional, visando elevar seus níveis de habilidade de iniciantes para intermediários, preparando-os para o mercado de trabalho na música de concerto.

“Nesse projeto, a Mapa Realizações Culturais se une a outros esforços de educação musical, como o programa SINOS, no caminho para criar e apoiar Orquestras Sociais e promover o surgimento de Orquestras Jovens. O interior do estado é uma excelente janela de oportunidade para projetos de educação musical pela diversidade de talentos e realizar o Festival Sinfônico é uma forma de democratizar o acesso à cultura e oferecer aos jovens uma formação cidadã de qualidade”, afirma Tatiane Fernandes.

Conheça mais sobre o projeto através das redes sociais: @festivalsinfonico.rn e @maparealizaculturais

______________________________________________________________________________________________

Quer receber notícias úteis, relevantes, informativas e divertidas?

➡️ Assine gratuitamente a Comunidade do NOVO no Whatsapp.
➡️ gratuitamente o Canal de Notícias no Telegram.
➡️ Siga o NOVO Notícias no Twitter.

______________________________________________________________________________________________