Atacante Gustavo Henrique (com a bandeirinha na mão) fez 2 gols na vitória do ABC. Foto: Andrei Torres

Antes de mais nada, assumir que eu avaliei errado. Se não foi errado, eu entendia outra coisa antes do clássico deste domingo (22/08). Pelo retrospecto, futebol jogado e até trabalho implantado por Renatinho Potiguar, eu fiz uma postagem recente (“Segundo que é primeiro) onde entendia que o América sairia vencedor. Não foi assim.

O ABC venceu mais um clássico sob o comando de Moacir Jr. 3×1 com gols de Gustavo Henrique (2x) e Claudinho. No América, Esquerdinha fez o dele. Essa vitória manteve o ABC na liderança do grupo com 25 pts, deu ao ABC o posto de melhor ataque de toda Série “D” (28 gols marcados) e aumentou o jejum de vitórias alvirrubras jogando no Frasqueirão. São seis anos que o América não vence o ABC em solo alvinegro.

América foi mais propositivo. Teve quase mais tudo, inclusive os erros defensivos decisivos. Sem falar que faltou finalizar melhor quando precisava. Quem vê as estatísticas da partida nem acredita. Alvirrubro foi melhor em todos os quesitos, mas não ganhou. Assim é futebol. O técnico Renatinho Potiguar e sua equipe estavam a oito jogos sem perder. Ele comentou a partida:

Já o ABC jogou claramente na boa (apesar de Moacir Jr. dizer que não), como se esperasse apenas os contra-ataques. Tinha dificuldades ne defesa e em trocar passes no meio de campo, só que superou tudo isso na aplicação defensiva, na vontade e nas defesas de Wellington (quando foi necessário). Muito mérito da equipe como um todo, que soube superar um melhor futebol do América tecnicamente falando. Moacir Jr. no ABC jogou três clássicos e venceu todos eles. O técnico se diz satisfeito com a equipe e acredita estar no caminho certo para o mata-mata:

O ABC joga fora de casa no próximo sábado, às 16h, contra o Sousa. Já o América pega em casa o Campinense, também no sábado, só que às 15h.