A governadora Fátima Bezerra finalmente quebrou o silêncio sobre a chapa em que disputará a reeleição. Em entrevista concedida à imprensa, na noite desta segunda-feira, em Mossoró, após cumprir agenda administrativa, ela comentou abertamente a respeito da formação da aliança com o presidente do MDB no RN, deputado federal Walter Alves, seu pré-candidato a vice, e com o ex-prefeito de Natal e presidente do PDT potiguar Carlos Eduardo, seu pré-candidato a senador.

“Está caminhando bem”, afirmou a chefe do Executivo, ao ser questionada se a chapa estava fechada com o MDB e o PDT. “Tanto o MDB quanto o PDT se somam ao PT, PV, PCdoB, PSB e PROS e ao projeto em andamento desde 2018. De forma que está caminhando tudo bem”, reforçou Fátima.

A governadora ressaltou que o projeto local, com o MDB e o PDT fechando o arco de alianças governistas, está inserido e conectado com o projeto nacional liderado pelo ex-presidente Lula. “É a necessidade de construção de uma frente mais ampla para tirarmos o Brasil desse caos político, institucional, econômico e social. Então, está tudo bem”, avaliou.

Fátima Bezerra lembrou que todos esses partidos estarão juntos no próximo dia 7 de maio, no evento do lançamento da pré-candidatura de Lula à Presidência, que será realizado em São Paulo.

Em Mossoró, nesta segunda-feira, a governadora entregou equipamentos à Polícia Militar e anunciou o apoio da segurança ao Mossoró Cidade Junina, além de ter assinado a Ordem de Serviço para a construção da sede do 12° BPM da cidade.

Fátima em Mossoró (02) para entrega de equipamentos de segurança